Data: segunda, 01 de junho de 2020
Horário de Brasília: 23:28
Clima

Aracruz completa 172 anos de emancipação política

03/04/2020 Divulgação SECOM/PMA

Quando abril chega, é hora de celebrar o aniversário de Aracruz. Neste ano, o município completa 172 anos e, ao longo desse tempo, passou por muitas mudanças. Atualmente, Aracruz é considerada uma das cidades que mais crescem no Espírito Santo.

A história do município começa a ser contada em 3 de abril de 1848, às margens do Rio Piraqueaçu, onde jesuítas fundaram uma pequena aldeia de nome Aldeia Nova, cujo objetivo era conquistar terras e evangelizar os índios que habitavam a região.

Os primeiros italianos chegaram à Aracruz em 1832, com o imigrante Pietro Tabachi, que desembarcou em Santa Cruz e fundou a Fazenda Nova Trento em homenagem à sua terra natal. Anos depois, o mesmo foi responsável pela vinda de 386 famílias italianas saídas do Porto de Gênova, em 3 de janeiro de 1874.

No ano de 1897, a Vila de Santa Cruz é elevada à categoria de cidade pelo Decreto Estadual n.º 19 e se tornou uma importante vila, pois seu porto fluvial era bastante movimentado e escoava as riquezas da região. Porém, com a construção da Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM) e da BR-101, o Porto de Santa Cruz foi sendo esquecido ao longo do tempo.

Cultura

Os índios, povo marcante na cultura do município, ainda conservam as tradições em terras aracruzenses. O município é o único no Estado que possui índios aldeados, das etnias Guaranis, representada por quatro aldeias, e Tupiniquins, representadas por cinco aldeias. Os Guaranis, que vieram do sul do país, na década de 60, mantêm suas características como a língua, a religião, o artesanato e manifestações culturais. Já os Tupiniquins, que são remanescentes do município, perderam algumas de suas características devido ao contato com o homem branco, porém, mantiveram a referência da sua cultura.

Economia

Antes da indústria chegar ao município, a economia era essencialmente rural, com destaque para a pecuária, o café e a pesca. No entanto, a partir da instalação da extinta Aracruz Celulose, ocorreu uma transformação socioeconômica da região, dando início a um novo ciclo que culminou com o desenvolvimento dos setores da indústria, comércio e serviços. A população passou a ser predominantemente urbana, com pouco mais de 100 mil habitantes e uma renda per capita/ano de R$ 52 mil por habitante.

A estrutura logística de Aracruz possui importante relevância para a região, com quatro modais de transporte que se destacam como pontos de chegada e partida de investimentos, produtos e serviços. Essa estrutura é composta por um aeroporto privado a 20 km da sede do município, portos, estaleiro, gasoduto e ramal ferroviário. Esse posicionamento estratégico estimula e dá suporte às indústrias, além de consolidar a forte expansão da cidade.

Belezas Naturais

Privilegiada com a presença de reservas naturais, manguezais, praias, rios e lagoas, a paisagem de Aracruz é considerada uma das mais belas e conservadas do Estado.

Dentre seus principais pontos turísticos estão as belas praias de Barra do Sahy, Mar Azul, Putiri, Praia dos Padres, Coqueiral, Barra do Riacho e Santa Cruz.

O Parque Natural Municipal do Aricanga Waldemar Devens é outro cartão postal da cidade. Com cerca de 534 hectares e a 580 metros de altitude, o parque é uma área remanescente da Mata Atlântica.

A reserva municipal foi criada em 1988 para preservar a diversidade desse importante ecossistema que compõe os recursos naturais locais. O Aricanga é famoso por ser um local propício à prática de esportes como trilhas, rapel e vôo de asa delta.

Desafio Histórico

Este ano, a cidade não reuniu os moradores para celebrar a data com uma programação de atrações. A crise que afeta as populações de todo o mundo em decorrência do novo coronavírus também impôs um mudança profunda no cotidiano dos aracruzenses e exigiu a participação de todos. Em seu pronunciamento para o aniversário do município, o prefeito Jones Cavaglieri convocou as pessoas para um novo pacto em favor da vida.

“Há decisões na vida que não podemos adiar. Mas a nossa gente sabe que, quanto mais cedo lutamos, mais cedo vencemos. Meu pronunciamento no dia em que Aracruz completa 172 anos traz a certeza de que sairemos vencedores desta crise. Porque não é a primeira vez que nosso povo é chamado à luta”. Em nome da comunidade aracruzense, o prefeito agradeceu ao empenho dos profissionais de saúde que arriscam suas vidas neste combate para defender a população. E pediu: “Fique em casa! Obedeça as orientações da saúde e ore. A oração tem o poder de nos fazer mais fortes. E é de sua força que Aracruz precisa”.

TEXTO: Michely Melotti
E-MAIL: comunicacao@aracruz.es.gov.br